Segunda, Outubro 23, 2017
   
Text Size

Pesquisa

O Trabalho enobrece

computador4A palavra trabalho pode ter várias definições, entre elas, a aplicação das forças ou faculdades para atingir determinado fim, sendo um exercício dinâmico que o homem geralmente realiza para seu próprio interesse e sustento, sem por um momento parar para pensar o porquê do trabalho.

Se indagado sobre tal, dirá que ele é necessário para poder viver, mas não se aprofundando nessa explicação, como também não se aprofunda em suas observações. Não observa a natureza que trabalha constantemente, obedecendo a uma lei natural, a Lei de Deus. Observemos os pássaros na construção do seu ninho, as abelhas na produção do mel e assim por diante. O trabalho se manifesta em todos os seres viventes, estando intrínseco em cada ser e no homem, lhe é imposto para aperfeiçoar sua inteligência, assegurar o seu progresso, o seu bem-estar e a sua felicidade.

A supressão do trabalho equivaleria ao cancelar do progresso individual. Quantas vezes não ouvimos algumas pessoas dizendo que agora não fazem mais nada, pois já trabalharam muito na vida. Quer dizer então que deixaram também de viver, não produzindo mais nada. Nem digo "vegetando" porque os vegetais também trabalham. Então, este homem não se enquadra no movimento da vida e muito menos, no ritmo de Deus.

Nos causa um certo espanto ouvir esta frase, principalmente em pessoas saudáveis, seja de que idade for. Alguns podem dizer que a situação econômica do país é a culpada, mas nem sempre é esse o motivo. Quando a pessoa se determina a não ficar ociosa, atua em qualquer atividade, pois, não existe trabalho indigno para aquele que é empenhado, que tem disciplina e honestidade.

Tem também o caso daqueles que “fingem” que trabalham, passando o dia num corre-corre, fazendo um monte de coisas e ao chegar no final do dia, não finalizaram nada e nem produziram. O que acontece então, em todas essas situações colocadas? Podemos dizer que, primeiro existem aqueles que não trabalham (para isso se utilizam de mil e uma desculpas), por preguiça, infringindo a Lei natural. Em segundo lugar, os que ficam correndo, como cachorro atrás do próprio rabo, sem chegar a lugar algum, por falta de desempenho e organização.

Mas, o nosso tema do mês se refere ao trabalho que enobrece o homem e assim, o trabalho para ele que está em processo de evolução, se configura em três aspectos principais: material, espiritual e moral.

Pelo material, busca-se no trabalho a supressão dos próprios interesses, estando o homem centralizado no mundo mundano. Desdobra-se e se desgasta seguindo uma ideologia, a do consumismo e, para isso, se embrenha numa luta constante de satisfação dos desejos como: um tênis de marca, ter o último tipo de carro, a roupa da moda, um celular. Sua luta está em não perder o que é perecível e a ilusão da sua importância.

Porém, o trabalho material propriamente dito, como recurso necessário de sobrevivência, pode ter o sentido de serviço, ao dignificar o homem no cumprimento dos deveres para consigo mesmo, para com a família e a sociedade da qual participa. Não chega a ser um trabalho espiritual, em que ele exerce a fraternidade e se aperfeiçoa no conhecimento de si mesmo, transcendendo o trabalho em serviço à Humanidade, pois essas ações serão vistas como serviço de auxílio a todos.

Imaginemos se um mecânico realizasse o seu trabalho dando o seu 100%, um professor educasse no seu 100%, um médico atendesse seus pacientes dando o seu 100%, como não seria o mundo? Agindo com o seu 100%, seja em qualquer trabalho e atividade, com certeza estarão adquirindo moral, adquirindo qualidades ou sublimando-se, enobrecendo-se “porque as experiências vividas pelo trabalho são o positivo que abarca a alma” (Seja Feliz, verso 57), passando então a servir, sendo consciente que seu trabalho levará benefício a alguém e este seu trabalho, seja qual for, é único no sistema do Creador, no qual cada ser tem uma função específica, assim como vimos nas ocorrências da natureza.

Em sua nobreza conquistada pelo trabalho, este deixa de existir, elevando o homem de trabalhador para servidor, a “única condição real de Vida que existe” (Seja Feliz, verso 57). Portanto, vamos enobrecer o nosso trabalho, para que possamos ser dignos a servir à Humanidade.

Um abraço.

Eliana Sanches Genari
Vice-presidente

Novidades

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4