Segunda, Outubro 23, 2017
   
Text Size

Pesquisa

Pré-Sal Brasileiro: Petróleo, Riqueza e Empregos

presalReservas de petróleo de Pré-Sal, também chamadas de Sub-Sal, são grandes reservas de óleo e gás encontradas em áreas profundas dos Oceanos. Elas são consideradas, as reservas menos exploradas e menos conhecidas do mundo, principalmente por estar localizadas em áreas de difícil acesso e muito difíceis de ser encontradas.

As empresas petrolíferas, nos últimos 100 anos, sempre deram preferência à procura de petróleo em desertos, áreas continentais e também em águas rasas, que são locais de mais fácil acesso. A tecnologia para exploração nessas áreas é bem conhecida há décadas, ao contrário do que acontece com o Pré-Sal.

 Explorar essa nova fonte de petróleo vai ser um grande desafio para o Brasil, já que quase toda a tecnologia é nova, experimental ou ainda nem foi desenvolvida. De certo modo, isso é bom, pois a riqueza, o dinheiro e o combustível que virão do Pré-Sal serão um grande estímulo para o desenvolvimento científico no Brasil.

As reservas de petróleo do Pré-Sal Brasileiro estão localizadas na Região Sudeste, na chamada Zona Econômica Exclusiva Brasileira, uma área de 200 km a partir do litoral, onde somente o Brasil pode explorar as riquezas. Todos os países que fazem divisa com o Oceano têm direito a uma área deste tipo. Estendendo-se a partir do norte do estado do Espírito Santo, passando pelo Rio de Janeiro e descendo até o centro do litoral de São Paulo, o Pré-Sal Brasileiro contém aproximadamente 100 bilhões de barris de petróleo, o que faz dele, a maior reserva de petróleo ainda inexplorada do mundo.

 A principal característica do Pré-Sal, com certeza, é a sua profundidade. Levando-se em conta o nível do mar, são mais de 7.000 m até que se chegue ao petróleo em si, em outras palavras, será necessária uma tecnologia inédita, pois as plataformas vão precisar de tubos de exploração e perfuração de mais de 7 km.

Não se sabe ao certo, o motivo pelo qual se formou esta imensa reserva de petróleo na região do Pré-Sal, mas uma das teorias é a de que tenha surgido, devido à separação dos continentes da América do Sul e África, aproximadamente 120 milhões de anos atrás. Por este motivo, especialistas supõem que também deve existir um depósito de petróleo Pré-Sal semelhante na costa da África.

O petróleo não vai durar para sempre, mas com certeza a descoberta do Pré-Sal vai ser muito positiva para o Brasil, pois além do progresso tecnológico e obviamente do dinheiro, vai trazer também milhares de empregos. 

Os especialistas prevêem que até 2020, sejam criados 500.000 empregos diretos e indiretos com a exploração do petróleo no Pré-Sal. Estes empregos virão de áreas distintas, sendo necessários profissionais de diversas especialidades: engenharia do petróleo, naval, assim como muitos técnicos para a construção das várias plataformas necessárias para explorar o Pré-Sal. 

A Petrobras espera produzir todas as suas novas plataformas no Brasil, trazendo um grande estímulo à indústria naval que vem passando por dificuldades. Depois de prontas, as plataformas e refinarias de petróleo do Pré-Sal ainda irão gerar muitos empregos necessários para a operação e manutenção das mesmas. Para construir as novas estruturas, serão necessários, milhares de fornecedores de materiais e equipamentos. A Petrobras também pretende comprar tudo o que for possível, de fornecedores nacionais: desde fogões para a cozinha das plataformas até tubulações de aço para o petróleo. O fornecimento de materiais vai garantir o crescimento de centenas de empresas de todos os tamanhos.                     

O Pré-Sal foi a grande descoberta do século no Brasil, um grande achado e no momento histórico ideal. O primeiro barril deve sair de lá em alguns anos, mas os benefícios devem começar desde já. Se bem administrada, essa nova riqueza pode revolucionar nosso país, o Brasil, país do futuro que está cada vez mais próximo.

BIBLIOGRAFIA
Pré-Sal Brasileiro: A Riqueza que vem das Profundezas  www.guiadacarreira.com.br/artigos/.../pre-sal-brasileiro/
Fonte imagem: www. agracadaquimica.com.br – acessado em 04/08/2011 às 21h.

Novidades

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4