Segunda, Outubro 23, 2017
   
Text Size

Pesquisa

Tecnologia Jedi - Controle da Mente-Parte 1

jediO que acha de poder navegar na internet, digitar seus textos, dirigir seu carro e executar funções somente com o poder do pensamento? Interessante, não é! Você não precisa mais ser um Jedi para fazer mover as coisas com a mente.

Com essa finalidade, em 2004 um headset (aparelho similar ao fone de ouvido tradicional) foi desenvolvido pela empresa australiana Emotiv. Mas é só agora que empresas como a IBM estão começando a aproveitar a riqueza de dados que ela pode proporcionar.

Usando o software desenvolvido pela própria IBM, os pesquisadores ligaram o Emotiv em dispositivos como um carro, um interruptor de luz e uma televisão. Os sinais de controle vêm de duas fontes principais: (EEG) eletroencefalografia, medições da atividade cerebral, e as leituras dos impulsos nervosos que viajam para os músculos.

Novas técnicas para o processamento de tais informações estão permitindo sofisticadas aplicações do mundo real, por exemplo: a equipe usou o sistema para ajudar um paciente com síndrome locked-in ou, síndrome do encarceramento, adquirida após um AVC.

Na Ecole Polytechnique Federale de Lausanne (Escola Politécnica Federal de Lausanne) na Suíça, os pesquisadores aplicaram a tecnologia cérebro-computador para controlar através do pensamento cadeiras de rodas e robôs de tele presença.

"Um paciente com deficiência, impossibilitado de se mover pode navegar um robô em torno de sua casa para participar na vida social da família", explica o líder da equipe, Professor Jose del Millan."Para isso, um capacete detecta a intenção de alguns movimentos físicos e converte-o em ação."

A empresa japonesa Cyberdyne está ajudando pessoas que não podem andar a recuperar a mobilidade, vestindo-os com um terno robótico chamado Hal.

Assim como algumas das leituras da IBM vêm de impulsos nervosos, em vez de ondas cerebrais, Cyberdyne utiliza sensores minúsculos nos membros para medir a intenção do sujeito de se mover, mesmo que o ato físico seja impossível devido à sua condição.

O corpo do robô responde movendo seus braços, pernas, webcams e monitores que permite ao usuário pilotar sua máquina e se comunicar com amigos e familiares através de seu corpo robótico.

Imagine as maravilhas que a tecnologia poderá fazer pelas pessoas daqui a alguns anos! Quantas doenças graves terão seus males minimizados com o uso deste tipo de tecnologia.

Na segunda parte deste artigo serão abordadas as facilidades que essa tecnologia propiciará ao cotidiano das pessoas, como por exemplo: ao dirigir seu próprio carro.


Bibliografia
- Retirado de: http://www.bbc.co.uk/news/technology-15200386. Acessado em: Dezembro de 2012.
- Retirado de: http://saude.culturamix.com/doencas/sindrome-locked-in. Acessado em: Dezembro de 2012.
- Retirado de: http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u685278.shtml. Acessado em: Dezembro de 2012.
- Retirado de: http://www.tecmundo.com.br/8647-braindriver-o-carro-controlado-pela-mente.htm. Acessado em: Dezembro de 2012.

© Jesse-lee Lang | Dreamstime.com

Novidades

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4