Segunda, Novembro 20, 2017
   
Text Size

Pesquisa

A pimenta e suas propriedades

pimentaA pimenta é um vegetal de sabor picante, originária das Américas e muito utilizada para realçar o sabor dos alimentos e, depois do sal, é o tempero mais usado no mundo.Tanto suas sementes como seus frutos foram disseminados pelo resto do mundo, na época do descobrimento do Brasil, pois os índios além de cultivá-las, faziam uso contínuo das mesmas, em sua alimentação.

Acredita-se que as pimentas surgiram há 7.000 anos AC, na região do México Central e Cristóvão Colombo foi o primeiro europeu a descobri-la, em uma de suas viagens históricas para a América, em 1493. Na ocasião a pimenta preta era o condimento mais usado na Europa.

Atualmente os Tailandeses e os Coreanos são os maiores consumidores desse tempero, do mundo. No Brasil, o mercado desse produto cresceu 30% nos últimos 5 anos, sendo o estado de Minas Gerais, seu maior produtor no país.

A característica de ardência da pimenta é atribuída a um alcaloide chamado capsaicina, que fica concentrado nas fibras internas do fruto.

Apesar de se dizer, popularmente, que a pimenta pode provocar males à saúde tais como: pressão alta, gastrite, úlceras e hemorróidas, estudos realizados recentemente, mostram que ela também pode trazer muitos benefícios. A capsaicina é rica em vitamina A, B1, B2, C, além disso, tem propriedades medicinais comprovadas, pois atua como cicatrizante de feridas, antioxidante, na dissolução de coágulos sanguíneos, previne a arteriosclerose, controla o colesterol, evita hemorragias, e aumenta a resistência física.  Além disso, influencia a liberação de endorfinas, causando uma sensação de bem-estar muito agradável na elevação do humor. Esse alcaloide acelera o metabolismo, estimula a sensação de saciedade e, portanto, ajuda a emagrecer. Oferece quatro vezes mais vitamina C do que a conhecida laranja e atua contra os efeitos da passagem do tempo.

As principais pimentas cultivadas no Brasil são:

Pimenta Jalapeño: Pequena verde ou vermelha, de sabor picante quando madura, sendo amplamente utilizada na culinária mexicana. Esta pimenta é muito popular não só pelo seu sabor, mas também pela facilidade com que suas sementes são removidas, além de muito aromática.
 

Pimenta-malagueta: vermelha ou verde, é altamente picante, de origem brasileira, uma das mais populares no Brasil, mede de 2 a 3 cm de comprimento. Ótima no tradicional arroz com feijão.

Pimenta Bode: vermelha ou amarela, indicada para caldos e molhos, especialmente os que acompanham peixes.

Pimenta Dedo de Moça: mais suave que a malagueta e ligeiramente mais picante que a jalapeño. É a mais consumida no Brasil e fica deliciosa em doces cremosos e molhos, por seu aroma suave.

Pimenta Biquinho: vermelha, ideal para dar um gostinho especial em molhos usados em carnes e massas leves.

Pimenta Cambuci adocicada: verde, tem formato de sino e conserva melhor o frescor se acrescentada ao final do preparo dos pratos.

Pimenta Comari: vermelha, verde ou amarela, com aroma pouco pronunciado, combina com molhos cozidos para carnes brancas.

Quem tem intolerância à pimenta, principalmente à pimenta-do-reino, mas adora aquele saborzinho, pode substituí-la por semente de mamão. Isso mesmo; é só pegar a semente de qualquer tipo da fruta, lavar bem e colocar no forno, em fogo baixo, por 40 minutos.
Confira algumas receitas

Pimenta em Conserva

Ingredientes:

2 copos de vinagre branco.
1 colher de sopa de açúcar.
1 colher de chá de sal.
Pimentas selecionadas.

Modo de fazer:

Faça uma calda com o vinagre, o açúcar e o sal e leve para ferver por 2 minutos. Faça o branqueamento das pimentas: coloque-as num frasco esterilizado e jogue a calda quente de vinagre por cima. Deixe esfriar. Conserve na geladeira.

Geleia de Pimenta

Ingredientes:

1 abacaxi  picado
700 gr de açúcar
6 pimentas dedo de moça picadas


Modo de fazer:

Bata no liquidificador o abacaxi com 3 copos de água, coe e acrescente o açúcar, as pimentas picadas sendo 3 com sementes e 3 sem sementes. Leve ao fogo por 30 minutos até que fiquem em ponto de geleia mole. Coloque em vidros esterilizados. Use para acompanhar carnes, pernil, tender, etc.

Obs.: Pode-se substituir o abacaxi por outras frutas, como morango, kiwi, etc.

Geleia de Pimenta ll

Ingredientes:

1 kg de maçã
1 litro de água
500g de açúcar
3 pimentas dedo de moça, sendo apenas uma com sementes
Suco de 2 limões
1 pitada de sal

Modo de Preparo:

Em um liquidificador, bata a maçã com a água e coe. Acrescente a esse suco o limão, a pimenta picada e leve ao fogo baixo. Quando levantar fervura, acrescente o açúcar e o sal. Deixe em fogo baixo, mexendo e retirando a espuma que se forma sobre a geleia. Quando estiver em ponto de geleia retire do fogo e coloque em pote de vidro esterilizado.

Dicas e macetes

1) Usar luvas para evitar ardência nas mãos.
2) Na conserva, pode-se usar qualquer tipo de pimenta, o processo é o mesmo.
3) Para decidir qual líquido usar na pimenta, precisa-se escolher entre deixar a pimenta picante ou deixar o líquido picante, para usar como molho:
• Vinagre ou cachaça - o ardor vai ficar na pimenta;
• Óleo (qualquer um) - o sabor vai para o óleo.
4) Esterilização do Vidro:
Antes de fazer qualquer conserva é fundamental que os potes de vidro estejam esterilizados. Escolha potes de vidro que possuam tampas que vedem bem. Lave com água e sabão ou detergente. Pegue uma panela e forre o fundo com um pano limpo. Coloque o pote e cubra com água. Deixe ferver por 15 minutos. Quando faltar 5 minutos, coloque a tampa, para também ser esterilizada. Deixe esfriar naturalmente, para que não quebre. Depois que esfriar um pouco, coloque o pote e a tampa sobre um pano limpo com a boca para baixo e deixe secar.
5) Experimente adicionar ervas e especiarias às conservas para dar um toque especial. As mais utilizadas são: louro, manjericão, tomilho, alecrim, pimenta-do-reino, gengibre, alho, cardamomo e sementes de mostarda.
6) Validade: 1 ano e meio com vinagre ou cachaça e 2 anos com óleo.

Referências Bibliográficas

Curiosidade sobre as pimentas. Disponível em: http://www.pepedesign.com/pimenta.php. Acesso em: 24/01/11
Dá-lhe pimenta. Revista Máxima. Ano 1. No 6. E.6. Ed. Abril. São Paulo. Novembro 2010
Pimenta. Disponível em: http://www.ceplac.gov.br/radar/pimenta.htm. Acesso em: 24/01/11
Imagem: http://mundodosabores.blogspot.com/2011/08/pimenta.html - acessado em 14/10/2011 às 06:45.

Leia Mais

Temperos e Condimentos

Novidades

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4