Segunda, Maio 29, 2017
   
Text Size

Pesquisa

Utilizando corretamente o sal

saleiroNa atualidade o Sal, conhecido quimicamente como Cloreto de Sódio (NaCl) está presente em todas as mesas, independente de condição social. Tornou-se o tempero mais utilizado e indispensavel em qualquer receita culinária. Um alimento sem Sal é considerado sem sabor por grande maioria dos paladares. É tão comum a cultura de que, é o Sal quem dá vida aos alimentos, que quando uma pessoa é muito parada, ou seja, não é muito expressiva costumam classificá-la como “pessoa sem sal” ou “pessoa insossa”.

Basicamente existem dois tipos de sal; o sal marinho que é extraído através da evaporação da água do mar, e o sal de rocha, conhecido também como sal-gema, retirado das minas subterrâneas, resultantes de mares e lagos antigos que secaram. Quimicamente os dois possuem a mesma composição, ou seja, NaCl.

Acredita-se que o Sal marinho seja mais saudável, e realmente é, mas, isso quando em sua forma natural. Ocorre que durante o processo de industrialização são eliminados ou extraídos do Sal marinho cerca de 80 elementos, que são comercializados separadamente devido à importância comercial que estes elementos têm. Por exemplo, o Iodo natural que depois, por determinação das autoridades, é adicionado ao sal na forma artificial como Iodeto de potássio.

Mas, o “rei” dos temperos está perdendo o seu lugar de majestade. Desde 2010 cientistas do Instituto de Medicina dos EUA iniciaram uma guerra ao uso abusivo do Sal. Aqui no Brasil não é diferente, pois os médicos, principalmente os cardiologistas estão sempre nos alertando sobre os riscos que o consumo exagerado do Sal traz para a saúde. A OMS – Organização Mundial da Saúde determina que um adulto deve ingerir 5grs de Sal por dia o que corresponte a uma colher de chá de Sal (= 2,5grs de Sódio) mas, infelizmente o brasileiro ingere em média 10grs por dia. Aqueles que se alimentam diariamente de lanches chegam a ingerir o dobro disto por dia -20grs.

Se ainda não conseguimos eliminá-lo completamente, vale a pena  seguir algumas dicas para diminuir a utilização do Sal e melhorar a qualidade de Vida.

• Diminua porções do mineral: Quanto mais calorias uma comida têm, mais sódio ela terá;
• Ingestão de muita Hortifrúti: Frutas e vegetais têm pouco sódio;
• Prefira os frescos: Alimentos não industrializados contêm menos sal;
• Retire o sal aos poucos: Seu paladar vai se acostumando à falta do mineral;
• Olhe os rótulos: Procure por comidas que tenham menos de 300mg de sódio por porção;
• Aprenda a utilizar os temperos naturais: Pimenta, vinagre, raízes e ervas podem dar sabor aos alimentos sem necessidade de salgá-los;
• Enxágue, lave e dilua: Corte um pouco do excesso de sal dos alimentos industrializados sem afetar o sabor da comida;
• Elimine o Saleiro da mesa: Evitar o “sal automático”: prove os alimentos antes de procurá-lo;
• Cuidado com os  salgadinhos;
• Evite produtos enlatados e em conserva: Azeitonas, picles, palmitos. Produtos em pó - sopas, temperos. Embutidos - frios em geral.

Tempero para substituir o Sal

Medida = 1 Colher de sopa

Ingredientes:
•    Loro,
•    Alecrim,
•    Manjericão,
•    Tomilho,
•    Alho,
•    Salsinha

Modo de Fazer: Moer tudo junto e utilizar para temperar no lugar do Sal.

LEIA MAIS:
Sal: Mocinho ou Vilão?

Referencias Bibliográficas:

Disponivel em: http://www.georgeseguranca.com.br/blog/?p=795. Acesso em: 08/01/2012.
Disponivel em:http://futurodopresente.com.br/blog/index.php/2008/06/quais-os-tipos-de-sal/. Acesso em: 08/01/2012.
Disponivel em: http://www.vivaviver.com.br/plano_geral/tipos_de_sal_dos_males_o_menor/507 Acesso em: 08/01/2012.
Imagem: http://unisite.com.br/Saude/30867/Nao-coma-sal-demais...-e-nem-de-menos.xhtml

Novidades

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4