Sexta, Novembro 24, 2017
   
Text Size

Pesquisa

Livro: Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus

homensJohn Gray dedica-se há 20 anos à terapia de casais. Ex-monge, casado e fino observador dos relacionamentos humanos, transformou sua anotações no grande best-seller do convívio entre casais.

Iniciou seus trabalhos de pesquisa após uma discussão com sua esposa, quando percebeu o quanto homens e mulheres são diferentes, dando-se conta que o casamento não precisa ser uma luta tão grande. Ao observar e estudar estas diferenças , conseguiu melhorar a comunicação com sua esposa e desfrutar mais do lado bom um do outro.

John utiliza de metáforas para ilustrar os conflitos que normalmente ocorrem entre casais: um marciano e uma venusiana que se encontraram, se apaixonaram e viveram bem, porque respeitavam suas peculiaridades. Um belo dia, eles desembarcaram na Terra e foram acometidos de forte amnésia, esquecendo que vinham de planetas diferentes, portanto comportavam-se de forma diferente e começaram a se desentender.

O autor coloca que para melhorar as relações entre os homens e mulheres é necessário uma compreensão das nossas diferenças, o que eleva a autoestima e dignidade pessoal, enquanto inspira confiança mútua, responsabilidade pessoal, cooperação crescente e um amor maior. Abrir o coração resulta em maior disposição para perdoar e maior motivação para dar e receber amor e amparo.

Aborda, também, os dois erros mais comuns em que os homens erroneamente oferecem soluções e invalidam sentimentos, enquanto mulheres oferecem conselhos e orientações não solicitados.

No início do casamento tudo é maravilha, porém, quando os problemas aparecem, os ressentimentos se solidificam, a comunicação sucumbe, a desconfiança aumenta e os resultados são rejeição e repressão e, assim, a magia do amor está perdida.

Os homens vão para suas cavernas para resolverem seus problemas e quando ficam estressados, ruminam o problema até achar solução. As mulheres para se sentir melhor, se reúnem entre elas e falam de seus problemas abertamente.

A maioria dos homens anseia por dar amor, ficam motivados e fortalecidos quando se sentem necessários.
As mulheres que se conscientizam que merecem ser amadas abrem as portas para o homem, ficam motivadas com autoridade, quando se sentem acalentadas. As necessidades amorosas primordiais do homem são carinho, compreensão, respeito, devoção, validação, reafirmação. As das mulheres são confiança, aceitação, apreço, admiração, aprovação, encorajamento.

Homens e mulheres comunicam, pensam, sentem, percebem, reagem, respondem, apreciam e amam diferentemente. Só quando homens e mulheres são capazes de respeitar e aceitar suas diferenças então o amor tem uma chance de desabrochar.

Saiba mais:

Diferenças – Universo diverso de experiências, aprendizados, formação cultural e social que ao invés de ser empecilho para um bom relacionamento, deve ser a motivação deste, numa troca crescente de conhecimento entre os seres.

Casamento – Casar-se não significa divorciar-se dos demais e de si mesmo. Muitas pessoas se equivocam com a celebração do casamento, refugiando-se no parceiro, esquecendo-se que ela tem suas próprias ideias e movimentos, além de que, há um universo de experiências e situações para serem vividas além da relação conjugal e que, quando estas ocorrem, tendem a trazer o crescimento do casal.

Novidades

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4