Ciência & Vida: Respiração Nasal e Respiração Bucal

mulherA respiração é um dos meio de absorção do prâna, energia vital e, por esse fator, a filosofia do Yoga preconiza vários exercícios respiratórios denominados pranayamas. Tais técnicas aumentam o aporte e armazenamento de prâna, permitem o controle da profundidade e o tempo da respiração, interferindo no seu ritmo e no padrão respiratório.

Para se ter resultados há que se dedicar ao treino e, de preferência, ter acompanhamento de um instrutor. O ar está carregado de prâna que é assimilado pelos veículos e abastecem nosso sistema. O suprimento de prâna no universo é inesgotável e essencial para a vida e quando nos sentimos desenergizados, podemos recorrer a essa fonte e nos abastecer por meio de preces, da respiração correta, da energia solar, dos alimentos puros e da água.

Na respiração, enquanto o oxigênio é assimilado pela corrente sanguínea e distribuído para as células, o prâna é assimilado pelo sistema nervoso, adicionando força e vitalidade. Antes de executar exercícios respiratórios, é preciso identificar de que forma respiramos comumente. O homem possui um aparelho respiratório que lhe permite respirar utilizando as fossas nasais e também a boca. Entretanto, o método normal de fazê-lo é por meio das fossas nasais e somente uma pequena fração de ar pode passar pela boca.

A respiração bucal, quando se torna habitual, reduz a vitalidade e a imunidade, pois não há entre a boca e o pulmão nada que possa filtrar ou aquecer o ar. Desta forma, os órgãos respiratórios ficam sem proteção, permitindo que microorganismos adentrem ao corpo.

A indicação da respiração pela boca é justificada por alguns especialistas do esporte em momentos de atividade física intensa, como a corrida, quando há necessidade de maior ventilação.

Na respiração bucal noturna, ao acordar, a pessoa sente secura na boca e na garganta. Esse hábito pode ter início na infância, até mesmo em função de um resfriado prolongado ou excesso de muco e quando não é percebido e corrigido, causa efeitos prejudiciais à saúde a médio e longo prazos.

As fossas nasais são constituídas por dois canais estreitos e tortuosos, que fazem o ar turbilhonar e aquecer antes de chegar ao pulmão, promovendo uma temperatura ideal ao seu processamento. Além disso, os canais são revestidos pela membrana mucosa e por uma camada de pelos que ajuda a filtrar e reter as impurezas, que depois são eliminadas ao se exalar o ar.

Quando a pessoa, por hábito, respira pela boca ou faz a respiração mista (parte pela boca e parte pelo nariz), todo este mecanismo é usado apenas parcialmente, permitindo que o ar adentre ao organismo estando frio e seco. Por esse motivo, o Yogue Ramacháraca diz ”assim como os caminhos abandonados se enchem de ervas e moitas, da mesma forma as fossas nasais que não funcionam, se enchem de impurezas e matérias diversas”. Alguns dos efeitos notáveis é a baixa imunidade e cansaço que se tornam corriqueiros, diminuindo a vitalidade, força e energia.

Ao detetar que a criança não se sente confortável para praticar a respiração nasal habitualmente (dia e noite), é importante que pais e cuidadores busquem auxílio de profissionais médicos, ortodontistas e fonoaudiólogos, para entender as causas e realizar as correções necessárias, evitando que uma situação corriqueira, como uma gripe prolongada ou resfriado, modifique a forma natural de respirar pelo nariz. Adultos com a mesma dificuldade devem procurar ajuda dos profissionais citados, melhorando sua qualidade de vida em qualquer idade, ao promover a respiração nasal.

Para melhor desobstrução, limpeza e purificação das mucosas das vias aéreas, no Oriente, é indicada a lavagem das narinas com água mineral morna e um pouco de sal marinho ou soro fisiológico, técnica denominada jala neti. Deve ser realizada preferencialmente pela manhã e evitada a noite, próximo da hora de dormir. Pesquisando na internet, encontramos a forma correta de executá-la e possíveis contra-indicações.

Em virtude dos fatos mencionados, percebe-se a importância da respiração nasal em detrimento à respiração bucal. É importante aliar exercícios e limpeza dos canais para aumentar o aporte de prâna que se reflete na disposição, bem-estar e qualidade de vida.

Autora: Roseli Marques
Fontes: Curso Básico de Yoga – G.D.
Yogue, Hatha-Yoga ou Filosofia Uogue do bem-estar físico – Ramacháraca
https://pt.wikipedia.org
Foto: © BillionPhotos.com – fotolia.com

Posts Recentes

Assine já!

Quer estar por dentro das últimas novidades?

Não se preocupe, também não gostamos de spam ;)
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de privacidade.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Veja Também

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Institucional