Cultural: O Brasil sedia a maior edição do Fórum Mundial da Água

Forum mundial da agua“Compartilhando a Água” é o tema do 8º Fórum Mundial da Água, edição 2018 realizada na cidade de Brasília, e o seu principal objetivo foi atingido: colocar a água no topo da agenda política e da sociedade, visto que ampliar a participação social na gestão hídrica é um grande desafio.

Muitos são os interessados em compartilhar do processo para buscar e viabilizar soluções eficientes na conscientização do uso racional do elemento mais vital para a vida humana, a água.

 

No Centro de Convenções Ulysses Guimarães, mais de 300 sessões temáticas foram apresentadas, com a participação de grande número de congressistas e visitantes de 172 países diferentes, com a (e a) presença de autoridades e organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas e suas agências, Banco Mundial, União Europeia, entre outros. 

Essa oitava edição inovou com a participação do Poder Judiciário, instância que tem a decisão final nas disputas envolvendo os recursos hídricos.

A Conferência de Juízes e Promotores de 57 países emitiu documento final feito pelo Instituto Global do Ministério Público, também chamado de “Declaração de Brasília” que vai facilitar a coleta de dados de crimes ambientais no mundo.

Foi também elaborada a “Declaração do Ministério Público sobre o Direito à Água”, assinada por nove países e, das discussões entre ministros e chefes de delegações de mais de 100 países surgiu a declaração “Chamado urgente para uma ação decisiva sobre a água”, com difusão na imprensa escrita e ampla cobertura de rádios e TVs, levando o assunto até a casa das pessoas. Com sucesso absoluto de público, grande variedade de atrações foi oferecida pela Vila Cidadã como atividades interativas, oficinas e filmes, espaço aberto que objetiva educar, conscientizar e divertir alunos das escolas visitantes, jovens e famílias, grupos indígenas e comunidades rurais.
Tivemos também a Participação significativa do Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí PCJ que é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, composta por municípios e empresas, cujo objetivo é a recuperação dos mananciais de sua área de abrangência.

Esta é a primeira vez que o Fórum Mundial da Água acontece no Hemisfério Sul, com debate sobre tecnologia da informação – das mais simples, usadas em áreas rurais da Índia, por exemplo, às mais complexas, como o sistema de monitoramento via satélite da qualidade da água em rios brasileiros, como o do Instituto de Geociência da Universidade de Brasília UnB que apresentou um sistema de monitoramento das águas, via satélite, foi usado para avaliar a qualidade de rios brasileiros, como a bacia do Rio Doce – Minas Gerais.

O empenho no uso racional é grande, como por exemplo, para salvar a lavoura na Índia, com o sistema “Nano Ganesh”, do qual milhares de agricultores em todo o país se servem da automação de controle remoto para o uso de bombas de água, medindo o gasto médio na propriedade e controle no uso para a irrigação, sem dúvida uma revolução em zonas rurais.

Outro dispositivo, instalado no chuveiro, é aquele que emite uma luz que muda de cor conforme o consumo, que vai do uso consciente ao consumo limite.

Conclui-se, então que “Quando menos é mais, todos nós somos responsáveis”.

 

Autora: Lídia Reganelli

http://www.portalfederativo.gov.br/8deg-forum-mundial-da-agua/8deg-forum-mundial-da-agua

Participação do Consórcio PCJ no 8ª Fórum Mundial da Água

Jornalista Marília Marques, G1DF

google imagens autorizadas

Posts Recentes

Assine já!

Quer estar por dentro das últimas novidades?

Não se preocupe, também não gostamos de spam ;)
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de privacidade.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Veja Também

Postagens Relacionadas

Canais

Em busca de alta!

Muitas pessoas buscam um terapeuta para solucionar um trauma, um problema, uma situação. Válido, inteligentemente válido. Contudo, começam a terapia

Continuar lendo »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Institucional